fbpx

Surpreenda-se com Brasília

A imponente capital do país não é apenas o centro das tomadas de decisões políticas. Prestes a completar 60 anos de sua inauguração oficial, a cidade de Brasília se consolidou como a metrópole futurista que Niemeyer ousou planejar.

 

Seus quase 3 milhões de habitantes a posicionam no top 3 do ranking das maiores cidades brasileiras, ficando atrás apenas do Rio e São Paulo. Hoje, a localização privilegiada na região central contribui para achar passagens aéreas baratas para Brasília. Confira aqui.

 

Uma cidade desse porte tem muito a oferecer quando o assunto é lazer e turismo. Então, se você ainda é daqueles que pensam que tudo nessa cidade se resume à rampa do Planalto, vem com a gente conhecer Brasília!

Um sonho centenário

A história da capital do país tem muitos fatos curiosos. O desejo de levar a sede administrativa para o interior do Brasil a fim de provocar a urbanização e o crescimento dessa região vem de longe: em 1891, nossa primeira Constituição Republicana expressava essa vontade.

 

No século XIX, um padre italiano teria previsto “uma terra de riquezas e prosperidade situada próxima a um lago e entre os paralelos 15 e 20 do Hemisfério Sul”. A premonição da exata localização de Brasília levou o hoje são João Bosco a se tornar o padroeira da cidade.

 

Em 1922, ano do centenário da Independência, foi assentada a Pedra Fundamental da futura capital. Mas quem teve a coragem e a ousadia de colocar em prática todo o plano de construção da capital e transferência para a mesma foi o presidente Juscelino Kubitschek, eleito em 1955.

 

A construção de Brasília teria sido estabelecida como “meta-síntese” do famoso “Plano de Metas” de JK. As metas tornaram-se realidade e a nova, robusta e moderna cidade foi inaugurada em 21 de abril de 1960.

 

Mas quando ir à Brasília?

Bom, assim que você tiver milhas acumuladas e suficientes, pode conhecer a capital do país – pesquise os melhores preços e saiba como vender suas milhas e comprar passagens mais baratas aqui. Aproveite e siga a Go!Milhas nas Mídias Sociais para ficar por dentro de todas as promoções e ofertas!

 

Nossa recomendação é aproveitar os finais de semana, quando os hotéis costumam baixar os preços das diárias.

 

Durante a semana, com a intensa vida da cidade, os hotéis estão quase sempre lotados e isso faz a viagem sair mais cara. Então, programe-se para não gastar sem necessidade.

 

O clima do cerrado pode ser um pouco incômodo em determinadas épocas do ano para os mais sensíveis ao ar seco. Se você faz parte dessa turma, evite os meses do inverno (julho a setembro) – a baixa umidade pode incomodar.

 

A melhor época costuma ser então o outono (especialmente o mês de maio), quando o clima ainda está ameno e a vegetação ainda conserva o verde adquirido durante a estação chuvosa.

Muito mais que uma vida política

O plano urbanístico desenvolvido por Oscar Niemeyer em formato de avião conhecido como “Plano Piloto” guarda grandes surpresas para quem deseja se aventurar nesta que se tornou a maior das cidades construídas no século XX do mundo.

 

É verdade que muitos ícones da cidade você já deve ter visto pela TV, especialmente aqueles que se referem ao governo do país. Mas podemos garantir: nada se compara à emoção de estar ali presente e ver tudo como realmente é.

 

A primeira surpresa vem logo quando nos deparamos com os monumentos e espaços públicos: tudo que você encontrar pela frente é infinitamente maior do que parece quando vemos nos noticiários.

 

A própria geografia do local favoreceu a criação de espaços imensos, que precisam ser percorridos de carro se você quiser aproveitar o dia para conhecer mais de um lugar. Vamos começar falando das estruturas de poder – que são grandiosas e imponentes, bem de acordo com o porte do nosso país.

 

 

Praça dos Três Poderes

O espaço é gigante e abriga as sedes dos três poderes: o Palácio do Planalto e sua famosa rampa (poder Executivo), o Congresso e suas cúpulas convexa (Câmara dos Deputados) e côncava (Senado Federal) que, juntas, abrigam o poder Legislativo e o Supremo Tribunal Federal (poder Judiciário).

 

Mas não é só isso: ali também, da época da construção da cidade, o Museu da Cidade guarda a memória de quem trabalhou ali, contando a história da construção de Brasília.

 

Na praça, cenário ideal para fotos incríveis: Dois Candangos (no centro dela), A Justiça (em frente ao STF); a escultura de Juscelino Kubitscheck, (na fachada do Museu Histórico de Brasília); o Pombal; a Pira da Pátria; o Marco Brasília; e o Mastro da Bandeira, que sustenta a maior bandeira permanentemente hasteada do mundo.

 

Também merecem destaque entre as obras do legado de Oscar Niemeyer:

  • o Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, com seu espelho d’água e projeto paisagístico de Burle Marx;
  • o Palácio da justiça, sede do Ministério da Justiça, com suas lajes curvadas que formam cascatas artificiais na fachada principal;
  • e é claro, a residência oficial do Presidente do Brasil, o Palácio da Alvorada, que ainda conserva mobília e decoração originais.

 

Estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha

Com um nome desses, você não precisa esperar pouco deste espaço reconstruído para Copa do Brasil 2014.

 

Junto a ele, o Ginásio de Esportes Nilson Nelson e o Autódromo Internacional de Brasília Nelson Piquet formam o Complexo Poliesportivo Ayrton Senna, que recebe os mais variados tipos de espetáculos e eventos (nacionais e internacionais) durante todo o ano.

 

Museus

Destinada a perpetuar a história da democracia brasileira, a capital nacional não poderia deixar de ter grandes espaços reservados para resgatar a memória dos acontecimentos no país. Os principais são:

Memorial Juscelino Kubitschek: abriga vários objetos pessoais que eram usados pelo presidente responsável pela construção da cidade.

 

Memorial dos Povos Indígenas: obra mais recente em relação às demais, tem forma de espiral para representar uma maloca dos índios Yanomami.

 

Museu Nacional de Brasília: em sua cúpula, podemos conferir o que há de melhor na arte brasileira.

 

 

Parques

Quem acha que o clima seco, típico do cerrado, impede ou dificulta um passeio em Brasília, precisa conhecer:

 

Parque da Cidade Sarah Kubitschek: maior parque urbano de Brasília. Tem quadras de Vôlei, Futebol, Basquete, pista para corrida e caminhada, parque de diversões, quiosques e lago, além de uma área preparada para receber feiras e exposições.

 

Jardim Zoológico e Jardim Botânico: diversos viveiros e lagos artificiais tornam o Zoológico uma opção de passeio para toda a família. No jardim Botânico, o espaço para a aventura ao ar livre é o maior chamativo, com diversas trilhas ecológicas para percorrer a pé ou de carro.

 

Parque Nacional de Brasília Água Mineral: um dos mais famosos e conhecidos parques ecológicos de Brasília. Aproveite as incríveis piscinas formadas com águas das nascentes do local, áreas para pique-nique, e trilhas ecológicas.

 

Parque Olhos D’Água: ideal para a prática de esportes ao ar livre em contato com a natureza: pistas de corrida e caminhada, trilhas no bosque, um lago central e um pequeno riacho.

Aproveite para ler também ...