fbpx

Bumba meu boi 2017 – Após 3 noites de vitória, Boi Caprichoso é coroado campeão

Assim como a maioria dos brasileiros, você pode não prestar muita atenção para a região Norte. Mas ao menos neste fim de junho, a situação mudou um pouco. Com uma das maiores festas populares do Brasil, a cidade de Parintins recebeu 70 mil pessoas e fez um dos maiores festejos juninos. Se não deu tempo de garantir seu lugar, ao menos saiba o que rolou na festa e já inclua a comemoração em seu planejamento para 2018.

 

Esta foi a 52ª edição do festival, que tem como nome oficial o Festival Folclórico de Parintins. O público estimado de 70 mil pessoas movimentou R$117 milhões de reais, de acordo com a Amazontur. Se o público movimentou a economia local, quem movimentou a festa foi o grupo Boi Caprichoso, que venceu nas três noites do festival e foi coroado campeão pela 22ª vez.

 

Bumbódromo de Parintins 2017

Foto: reprodução

O Festival

O festival do bumba meu boi é uma festa importante na cultura popular da região maranhense. A festa ocorre em homenagem ao santo católico São João, no mês em todo país homenagea o santo. À São João, Santo Antônio e São Pedro. Em outras cidades e estados, como no oeste do Pará e no Maranhão, festas ocorrem esporadicamente durante o ano.

 

A principal comemoração ocorreu esse ano entre o dia 30 de junho e o dia 02 de julho, em que o festival agradeceu à São João pela graça recebida em uma colorida e animada festa.

 

No festival desfilam diversas figuras do conto tradicional “Boi Bumbá”, em histórias contadas pelos grupos do Boi Garantido e do Boi Caprichoso.

 

Bumba meu boi historia do festival

Foto: reprodução

A história

Os personagens da história variam muito de região para região, mas quase sempre são focados entre o Pai Francisco e Mãe Catirina, uma escrava que estando grávida, tem desejo de comer língua de boi.

 

O marido, sabendo que desejo de mulher grávida não se pode ignorar, busca uma solução. Francisco fica angustiado. Nenhum boi ali pertencia a eles, são todos do patrão. Catirina então, admirando a lua pela janela, avistou um boi bonito, gordo e vistoso e pensou no quanto desejava comer língua de boi.

 

Seu olhar comprido comoveu o marido, que pegou o boi, o matou e cozinhou sua língua.

 

No festival, o “Boi” é representado por uma armação coberta de pano – Branco, com coração vermelho para o Garantido, e preto, com estrela azul, para o Caprichoso tem toda a história do senhor querendo ressuscitá-lo, passando por diversas figuras folclóricas.

 

E Parintins, por ser uma cidade com forte influência indígena, foi habitada por maués, sapupés e parintintins. Estes povos alteraram e deram novas formas e personagens à lenda, como o Pajé, que aparece para rituais, ou Cunhã-Poranga, representativa da beleza feminina, ao encantar os guerreiros da tribo.

 

Acabou o festival, mas não a festa! Vamos à São Luís?

 

O mês de julho no Maranhão é marcado pela continuidade das festas, inúmeras apresentações e presença principais grupos de bumba da região no Convento das Mercês.

 

A capital maranhense é lotada de belezas naturais, como os famosos Lençóis Maranhenses, as praias do Calhau, Olho d‘Água e Araçagi.

 

Além disso, você pode aproveitar para conhecer os casarões coloniais do Centro Histórico de São Luís, com lojas, restaurantes. Na fachada das construções, aproveite para admirar a marca registrada de São Luís os maravilhosos e coloridos azulejos portugueses.

 

E você, que tal uma viagem para conhecer as belezas e festas de São Luís? Mande um email para falecom@destinocerto.com.br ou fale conosco!  

 

Boi caprichoso campeão

Foto: reprodução

Pontuação do festival:

 

Primeira noite

Caprichoso 419,1

Garantido 417,6

 

Segunda Noite

Caprichoso 419,1

Garantido 419

 

Terceira Noite

Caprichoso 419,7

Garantido 418,9

 

Total

Boi Caprichoso 1257,9 – Vencedor!

Garantido 1255,5

Melhor galera (torcida): Galera do Caprichoso

Aproveite para ler também ...